a espiritualidade e as práticas integrativas em psico-oncologia.

Espiritualidade e práticas integrativas, dois conceitos que merecem ser diferenciados e foi exatamente a partir desta diferenciação que Rita Macieira, deu início à sua palestra.



Falar de espiritualidade é importante!


Segundo a palestrante, “frente à perspetiva de morte, dor ou sofrimento é provável que os indivíduos acionem todos os recursos internos para enfrentar a situação.”


“A espiritualidade/religiosidade, usada como recurso, pode trazer uma sensação de amparo, proteção e de não lutar sozinho contra algo ameaçador.”

Embora tenham sido muito estudadas a espiritualidade, a religião e a saúde, facto é que ainda não foi muito aprofundada a relação/interligação entre todas estas áreas.


Existem, segundo a palestrante, duas hipóteses explicativas: uma relação mediadora e uma relação direta. Esta última entende-se pela própria natureza da espiritualidade ou religião.


Ou seja, por um lado as crenças espirituais e religiosas que fornecem uma visão do mundo, a qual dá sentido às expectativas vividas e que podem evocar emoções positivas e, por outro lado, a religião que oferece rituais que marcam as maiores transições da vida, como são exemplo o nascimento, o casamento e a morte.


A palestrante deu continuidade, aprofundado o tema da sua palestra. Uma intervenção que muito engrandeceu este evento online e em direto, que se encontra agora disponível em diferido, no site do congresso.


Se não teve oportunidade de estar connosco ao vivo e em direto, poderá aceder agora, acompanhar este acontecimento em diferido e obter o seu certificado. Torne-se membro do site (faça o seu registo), faça a assinatura do seu plano e seja muito bem-vindo(a)!



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo